O desenvolvimento da mobilidade urbana está diretamente relacionado ao desenvolvimento da qualidade de vida de uma região. A Andrade Gutierrez acredita na geração de valor proporcionada pelas obras de mobilidade e há décadas investe e se aperfeiçoa em projetos que atendam a este mercado.

A empresa se especializou na construção de metrôs e aeroportos em grandes cidades de diversos países, locais que tinham demandas urgentes na área de mobilidade. Os projetos executados pela AG têm qualidade e segurança asseguradas no mundo inteiro. Levam desenvolvimento e proporcionam conforto, praticidade e redução de distâncias para a sociedade.

Expertise

A AG é atualmente uma das maiores referência no mercado de mobilidade, com grandes projetos de qualidade certificada reconhecidos ao redor do mundo. Foi responsável pela construção de linhas de metrô em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Salvador e outras capitais brasileiras.

A empresa também possui uma experiência notável na construção de aeroportos, entre os quais se destacam os aeroportos internacionais de Quito e de Nassau, e no Brasil os aeroportos de Belo Horizonte e Palmas, entre outros.

Projetos

Conheça nossos projetos de mobilidade

Conheça todos os nossos projetos

História

A Andrade Gutierrez foi responsável pela construção da primeira linha de metrô do Brasil, em São Paulo, na década de 1970. Uma obra extremamente necessária para uma cidade em crescimento a pleno vapor e com limitações de mobilidade. Um marco para a empresa, até então acostumada a abrir estradas, rumo a uma diversificação que não parou mais.

Outro grande marco no mercado de mobilidade e na história da AG foi a construção do  Aeroporto de Confins, nos anos 80. Importante para o estado de Minas Gerais e importante para a construtora, que ganhou experiência e construiu diversos aeroportos a partir dali.

Inovação

Na construção do metrô de São Paulo, o sistema de condução da energia elétrica foi instalado em uma viga paralela aos trilhos, protegida por uma capa de PVC. Todo o sistema de sinalização, controle e telecomunicações já era comandado por computadores.

Outra novidade do projeto foi que ele foi um os primeiros do Brasil a utilizar a megaperfuradora de alta pressão Shield EPB - logo batizada de Tatuzão. O equipamento perfura túnel ao mesmo tempo que constrói a estrutura de ferro.

Notícias

Confira as notícias mais recentes sobre a AG